Maturidade digital: sua companhia está preparada para a transformação digital?
Maturidade digital: sua companhia está preparada para a transformação digital?

Mesmo que a revolução on-line já estivesse mostrando as caras no Brasil, é inegável que 2020 colocou à prova a maturidade digital de muitas empresas. Entretanto, já inserida ou não no mundo virtual, o fato é que todas devem entender que a transformação digital é irreversível. Para sobreviver, é preciso se adequar. E o seu negócio? Será que está pronto para esse momento?

De fato, acompanhar a evolução do mercado não é tarefa simples. Ela pode se tornar ainda mais complexa quando percebemos que a maturidade digital não se restringe, apenas, à tecnologia. Para alcançar o mesmo status que marcas como Nike e Amazon, aspectos do negócio também precisam adotar a nova postura. Mas, logo a seguir, vamos falar mais sobre o mindset necessário, afinal, esse é apenas um dos tópicos que trouxemos para este artigo. Acompanhe!

Transformação e maturidade digital: a hora de se reinventar é agora

Nunca houve tanta tecnologia disponível para quem quer inovar. Porém, incluir programas de automação na rotina, adicionar assistentes virtuais no site ou desenvolver um aplicativo, pouco impactam se a cultura organizacional não estiver completamente voltada para essa nova cultura.

A maturidade digital pode ser definida pela prontidão a que uma empresa responde à transformação de forma a levar resultados para os clientes. O setor de finanças foi um dos primeiros a atingir esse nível no Brasil, uma vez que foi o pioneiro em disponibilizar novos pontos de contato aos consumidores e se adequar rapidamente às tecnologias já disponíveis. Os apps não tinham a intenção de digitalizar a experiência dos usuários, apenas realocando o atendimento no on-line, mas, sim, proporcionar uma nova forma de interagir.

A tecnologia, por mais que seja imprescindível para colocar em prática as ações inovadoras, na verdade, é apenas uma ferramenta utilizada no processo de transformação.

Como avaliar o nível de maturidade digital da sua empresa

Para avaliar o seu nível atual de maturidade digital, analise os seguintes aspectos.

  • Mindset: se refere à cultura organizacional. De nada adianta fomentar o alinhamento e a autonomia dos times se, na prática, o modelo de gestão ainda é hierarquicamente inflexível. Na hora de qualificar o seu nível de maturidade digital, seja honesto em relação a isso e entenda que, para adaptar-se, a mentalidade  orientada por uma cultura de dados é imprescindível.
  • Viabilidade técnica: aqui, entram as análises tanto de infraestrutura quanto de recursos humanos. As pessoas devem saber interagir com as novas soluções e extrair delas os dados para a melhoria contínua. Do outro lado, é necessário que haja suporte tecnológico suficiente para que todas as áreas do negócio estejam conectadas e trocando informações entre si.
  • Design operacional: a maneira de trabalhar também é impactada. Os times devem estar alinhados na busca pela eficiência e cada um dos integrantes desempenha um papel estratégico. Avalie as métricas que utilizam, como se comunicam, de que forma é determinado o fluxo de trabalho e se existem formas de otimizar processos.
  • Negócio: quais as estratégias que levam à eficiência operacional? A transformação digital propõe agilidade e os procedimentos internos precisam acompanhar esse ritmo. Ao analisar esse aspecto, deve-se ter em mente quais os objetivos. Só assim é possível definir prioridades e fazer o direcionamento dos recursos de modo a atingi-los.

Essas são as quatro esferas-chave para análise, mas é claro que cada negócio tem suas particularidades. Em cada um dos aspectos, considere processos, pessoas e ferramentas. Após esse estudo, será possível ter uma clareza maior sobre o quão customer-driven ― adaptável às demandas do cliente ― a sua empresa está.

O que fazer para aumentar a maturidade digital da marca

Se após a avaliação proposta acima, você identificar que a sua empresa precisa amadurecer no digital, essas dicas podem ajudá-lo a colocar o projeto em prática. Confira!

Aprenda com os experts

Uma pesquisa realizada pela empresa de comunicação Isobar, analisou 284 brasileiras dos setores de ensino, varejo, bens de consumo e saúde com faturamento acima de R$ 1 bi, para saber como anda o processo de transformação digital no país. A partir dos dados obtidos foi possível determinar, também, o nível de maturidade digital desses negócios. Os resultados mostraram que 48,8% das marcas apresenta uma maturidade digital básica; 32,4% foram consideradas maduras dentro do seu ramo de atuação e apenas 3,75% alcançaram o título de experts.

É fato que quanto maior o amadurecimento digital, melhores são os resultados financeiros. Portanto, ao realizar um estudo de imersão no seu mercado, analise sempre o que os grandes estão fazendo. Tenha atenção à forma como se posicionam e o que, de fato, eles entregam ao cliente.

Confira: Case Tok&Stok: como a realidade aumentada agregou valor a um negócio de sucesso?

Comece pela integração dos canais

Se pudéssemos dar um conselho a uma empresa que ainda se encontra em um nível de maturidade básico, seria este: entenda e aplique o conceito de omnichannel. Nessa metodologia, todos os pontos de atendimento são interligados, o que diminui o ruído entre os canais e contribui, significativamente, para uma experiência do cliente positiva, pois oferece o mesmo suporte à jornada de compra em todos eles.

A estratégia do negócio também sai ganhando com a interligação de todos os canais. Com esse alinhamento, são gerados dados importantes que mostram lacunas que devem ser preenchidas. No artigo As vantagens dos aplicativos para sua estratégia omnichannel mostramos como os aplicativos têm desempenhado um papel fundamental nestes dois pontos: a adaptação ao novo comportamento do consumidor e o uso de informações para a melhoria contínua.

Encontre um parceiro de inovação

Buscar uma parceria que possa agregar expertise é uma ótima maneira de acelerar o processo de amadurecimento digital. Um bom parceiro de inovação vai muito além de, simplesmente, colocar a sua ideia em prática. Antes de qualquer coisa, é preciso validar os seus objetivos ou, então, corre-se o risco de alocar mal os recursos.

E esse parceiro não precisa, obrigatoriamente, ser de tecnologia. Na verdade, quem dirá qual a sua necessidade é a avaliação do seu nível de maturidade digital. Se os seus processos são ágeis e já há um movimento de mudança na cultura corporativa, talvez, investir nessa esfera não deva ser sua prioridade. Esta pode estar na parte de ferramentas, por exemplo, onde um parceiro de inovação voltado para a tecnologia pode ajudá-lo a desenvolver uma solução que o alinhará aos seus objetivos.

Se você quer saber mais sobre como acelerar seu nível de maturidade digital por meio de parcerias estratégicas, leia o artigo Como escolher um parceiro de inovação ideal para sua empresa?.

Posts relacionados

Conheça nossos cases

Ver mais trabalhos
Vamos conversar?

Seja para desenvolver um ecommerce, um app para sua empresa ou uma plataforma para ajudar seu negócio a inovar, estamos disponíveis para te ajudar.

Letter image
contato@kobe.io
+55 51 3737 0203
Obrigado por entrar em contato!
Oops! Something went wrong while submitting the form.